Classificados

Administração

Patrocinadores

 Visitem os Patrocinadores
dos Nobres do Grid
Seja um Patrocinador
dos Nobres do Grid
Uma tragédia anunciada PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Monday, 29 November 2010 03:24

 

 

Uma tragédia anunciada.

 

 

 

A foto do acidente, enviada por um de nossos leitores que estava presente no circuito, mostra a "segurança" da barreira de pneus. 

 

Há cerca de um ano e meio, o site dos Nobres do Grid vem fazendo um trabalho inédito na mídia esportiva automobilística do Brasil: mapeando e mostrando em detalhes como se encontram os autódromos do país.  

 

Não se trata apenas de um registro fotográfico. Procuramos mostrar todos os aspectos que envolvem a existência daquele autódromo, pesquisando desde a sua história e das pessoas que trabalharam para tornar o sonho de se ter uma praça de esportes a motor em realidade, de como é o acesso ao local, as condições de trabalho para todos os profissionais envolvidos e para o público, as condições técnicas e de segurança da pista. 

 

Como se tudo isso ainda não fosse suficiente, entrevistamos os administradores e/ou representantes destes em cada um dos autódromos onde falamos sobre todos os aspectos positivos e negativos encontrados, indagamos sobre o futuro e tudo que é falado é registrado, gravado e publicado. 

 

No final de julho deste ano de 2010 fomos ao nordeste do Brasil para visitar os autódromos homologados pela CBA na região: o Virgílio Távora, no Ceará e o Ayrton Senna, em Pernambuco. Em ambos, a acolhida foi a melhor possível, uma vez que a hospitalidade nordestina é famosa em todo o país e a liberdade para trabalhar foi total. Contudo, não é por isso que deixamos de fazer nosso trabalho jornalístico e apontamos alguns dos problemas existentes nestes locais. Infelizmente, para o automobilismo brasileiro, para uma família, um de nossos alertas sobre segurança – ignorado por quem deveria zelar pela segurança do autódromo e dos pilotos – foi motivo de uma morte. 

 

 

Daniel Maia em ação durante uma das etapas do campeonato cearense de automobilismo na categoria Fórmula Vê 1.8. 

 

Durante a última etapa do ano do Campeonato Cearense de Automobilismo diaputada no final de semana 27-28 de novembro, o piloto Daniel Maia, que competia pela Fórmula V 1.8, perdeu o controle do carro na entrada da reta dos boxes, saiu de traseira e colidiu contra a mureta que separa a pista dos mesmos. 

 

Apesar de haver no autódromo uma ambulância e do atendimento ao piloto ter sido rápido, todos os esforços não foram suficientes para manter a vida de Daniel Maia. Daniel foi retirado e recebeu as primeiras ações ainda na pista e a caminho Hospital Distrital Edmilson Barros Oliveira, conhecido como “Frotinha de Messejana”, uma unidade secundária com especialização em traumatologia [fonte: SUS], mas não resistiu aos ferimentos. As disputas do automobilismo cearense no Autódromo Internacional Virgílio Távora foram prontamente interrompidas após a trágica notícia do falecimento do piloto.  

 

Daniel Maia tinha 38 anos e competia no campeonato cearense de automobilismo há apenas dois anos. Na plenitude da vida, Daniel havia se casado há dois meses.

 

O carro, segundo depoimentos, foi lacrado após o acidente para investigação. Segundo Pedro Virginio, o cockpit esta íntegro. 

 

A ambulância do autódromo atendeu o piloto com prontidão, levando-o ainda com vida e entubado ao Frotinha de Messejana, mas o politraumatismo foi fatal. 

 

Fatalidade?

 

Segundo Robério Lessa, jornalista e responsável pelo maior site sobre automobilismo cearense [Sobre Carros e Corridas], amigo e parceiro do site dos Nobres do Grid, a Federação Cearense de Automobilismo, logo após o acidente, lacrou o carro para as investigações [Fonte: Diário do Nordeste]. 

 

A pista é considerada uma das mais seguras do Brasil, com imensas áreas de escape e com apenas dois registros de acidente com morte ocorrido em toda a sua história, antes deste que vitimou Daniel Maia [em 1979 o piloto pernambucano Tomas Comber sofreu um acidente com um monoposto que tinha o santo antonio feito de cano de escape e massa. Ficou 18 meses em coma e faleceu no Recife. Em 1980, o cearense Haroldo peixoto, que corria fe FIAT 147 capotou durante um treino. Estranhamente, estava sem cinto de segurança e sem capacete no momento do adifente]. O autódromo tem homologação da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), contudo, uma falha grave foi apontada por nosso site quando visitamos o autódromo. 

 

 

A barreira de pneus localizada na entrada dos boxes foi apontada como um ponto fraco na segurança em artigo do NdG.

 

Na entrada e na saída dos boxes [uma vez que é possível correr nos dois sentidos naquele autódromo], constatamos que a barreira de pneus colocada nas extremidades era pequena e os pneus eram amarrados por cordas! (Veja a matéria sobre o autódromo)

 

Durante a entrevista com o vice presidente da FCA, Sr. Marcos Beserra, indagamos sobre a questão da barreira de pneus das muretas dos boxes e a resposta foi: “até hoje tem resolvido”... infelizmente, para Daniel Maia não resolveu. 

 

De acordo com conhecido projetista cearense, Pedro Virgínio, respeitado em todo o país, “Após a batida, não havia nada comprometido na estrutura e nem o capacete estava danificado [o projeto do carro é do engenheiro Alexandre Romcy]. Acredito que a desaceleração brusca foi fatal, já que ele vinha a 100 quilômetros por hora” [Fonte: diário do Nordeste]. Vimos o carro, fotografamos, o monoposto é um verdadeiro “tanque de guerra”. (Veja matéria sobre o automobilismo cearense) 

 

 

A foto tirada na visita mostra, no detalhe, a amarração dos pneus com cordas e os mesmos e sem fixação à mureta dos boxes.

 

O automobilismo é um esporte perigoso, disso todos sabemos, e o risco de morte é inerente a quem o pratica. Cabe a todos (pilotos, organizadores, promotores, comissários, dirigentes em todos os níveis) procurar zelar e buscar cada vez mais medidas para minimizar os riscos neste esporte. O site dos Nobres do Grid, que é voltado para o automobilismo também tem seu compromisso com o esporte e, da maneira que lhe é possível, procura dialogar com as pessoas que fazem o automobilismo no país, em qualquer que seja o nível, no intuito de ajudar a que este esporte seja cada vez melhor, mais visto, mais reconhecido e também mais seguro para todos.

 

Last Updated ( Tuesday, 05 April 2011 03:28 )